sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Séries: Punho de Ferro - 1ª Temporada (2017)

Arte promocional da primeira temporada
Tive uma grande surpresa ao perceber que nunca comentamos sobre a primeira temporada de Punho de Ferro aqui no blog! A série é tão fraca que nem nos tocamos que passamos por ela e nem nos lembramos de postar aqui no Confr4ria sobre ela. Lançada em 17 de março de 2017 pela Netflix, com parceira com a Marvel Television, a série teve 13 episódios na sua temporada de estreia com duração média de 48 minutos cada episódio, e foi um sacrifício conseguir terminá-los.

Danny (Finn Jones) e seu Punho de Ferro
Sou um grande fã da Marvel e praticamente de tudo que ela faz (ou melhor, quase tudo), mas é difícil defender Punho de Ferro. A série é arrastada, o protagonista não tem muito carisma e é extremamente repetitivo com sua eterna ladainha de: "Eu sou o Imortal Punho de Ferro, defensor de K'un-Lun e inimigo juramentado com Tentáculo"! Creio que outro grande problema para o programa foi ter vindo após as excelentes Marvel´s Demolidor e Marvel´s Jessica Jones

Parte do elenco, da esquerda para direita: Colleen (Jessica Henwick), Danny, Joy (Jessica Stroup) e Ward (Tom Pelphrey)
A história da série acompanha Danny Rand (Finn Jones), um bilionário que foi dado como morto num acidente de avião há 15 anos atrás, e agora ressurge em Nova York para retomar o controle dos negócios da família e, ao mesmo tempo, combater a ameaça do Tentáculo (ou "A Mão", como é chamado aqui) com os poderes que conseguiu num templo misterioso em uma região conhecida como K'un-Lun. Danny possui o Punho de Ferro, um golpe tão devastador que consegue destruir tudo que se pode imaginar. Danny terá que resolver problemas do seu passado e defender sua cidade.

Danny se estranha com Ward enquanto Joy tenta amenizar o clima tenso
Claro que nem tudo é ruim na série. Aliás, como escrevi no começo desta matéria, a série não é ruim, é fraca. Podemos destacar de positivo os personagens de Tom Pelphrey e de Jessica Henwick. Vou começar escrevendo sobre o personagem de Tom, que interpreta Ward Meachum, amigo de infância de Danny, e juntamente com sua irmã Joy Meachum (Jessica Stroup), aumentaram os negócios da família Rand. Com o retorno de Danny, ele vê seu futuro estável ser ameaçado. Ward é ganancioso, alcoólatra e possui uma rivalidade intensa com Danny desde a infância, rivalidade essa que só existe para Ward. Suas atitudes são, por muitas vezes, duvidosas e com segundas intenções. Ele possui um grande segredo que carrega há anos com ele.

A belíssima Colleen Wing
Jessica interpreta Colleen Wing, uma jovem que possui seu próprio dojo de artes marciais e ensina defesa pessoal para jovens "problemáticos". Sua personagem é forte, possui alguns dilemas bem interessantes e de longe é bem mais interessante do que o protagonista da série. Além de tudo, a atriz é linda demais! Acho que é a mais bonita das séries da Marvel pela Netflix.

Danny e seu amigo/rival em K´un-Lun, Davos (Sacha Dhawan)
A série teve uma recepção muito negativa por parte do público e da crítica, mas mesmo assim, a Netflix a renovou para uma segunda e última temporada, que foi ao ar em 2018, mas isso é assunto para uma outra matéria. Assistam à primeira temporada para tirarem suas próprias conclusões, pois pode ser que alguém goste do "imortal Punho de Ferro, defensor de K'un-Lun e inimigo juramentado com Tentáculo"!


Um grande abraço.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Séries: Luke Cage - 2° Temporada (2018)

Poster da segunda e ultima temporada
Não é novidade para ninguém que Luke Cage e Punho de Ferro, séries da Marvel lançadas pela Netflix, foram as séries de menor sucesso da plataforma de streaming. Eu, particularmente, achei as duas sofríveis de acompanhar, portanto, não fiquei nada animado em acompanhar a segunda temporada de ambas, ainda mais após saber que elas logo foram canceladas pela Netflix devido o lançamento da Disney+, plataforma de streaming da poderosa Disney. Luke Cage então foi a série que eu menos gostei de todas lançadas pela Netflix, mas como um bom nerd que sou, decidi concluir todas elas, e com a minha boa e velha mania de respeitar a ordem cronológica, o Power Man era a bola da vez. Qual não foi a minha surpresa então ao me deparar com uma excelente temporada final!

Luke e Misty investigam as tramas de Mariah e Shades
A trama desta segunda e última temporada explora a fama que Luke Cage (Mike Colter) adquiriu em Nova York e aparentemente esta fama subiu a cabeça do nosso herói. Sendo tratado como celebridade por todos, Luke está gostando de toda essa atenção e por muitas vezes parece estar deixando de lado o que realmente interessa: proteger os inocentes. Devido ao problemático relacionamento que ele tem com seu pai, o pastor James Lucas (o falecido Reg E. Cathey), e seu passado com Willis Stryker/Cascavel (Erik LaRay Harvey), ele passa a esconder seus sentimentos e guardar uma raiva muito grande dentro de si, tornando-se uma bomba relógio ambulante pronto para explodir. Ainda temos a detetive Misty (Simone Missick) tendo que lidar com as consequências de seu acidente em Marvel´s The Defenders.

Maryah e Shades trazem terror para o Harlem
Se já não bastassem estes problemas, Mariah (Alfre Woodard) e Hernan "Shades" Alvarez (Theo Rossi) continuam causando grandes confusões no Harlem. O relacionamento com Claire (Rosario Dawson) começa a desandar também. Para fechar o pacote de problemas, surge John Mclver/Bushmaster (Mustafa Shakir), um homem poderoso, capaz de encarar Luke de igual para igual, e que não medirá esforços para acabar com Mariah, nem que ele tenha que levar todo o Harlem com ele nisso.

Tilda e sua mãe participam de um evento 
Com todas estas questões dramáticas para resolver e com muita ação, esta foi a temporada perfeita do herói. Se na primeira temporada a ação ficou de fora por muitas vezes, nesta ela veio para compensar tudo que faltou na anterior. Os novos personagens que entraram nesta temporada foram ótimas aquisições para a trama, com a adição de Tilda Johnson (Gabrielle Dennis) e Bushmaster. Tilda é a filha de Mariah e possui diversas questões com a mãe para resolver do passado de ambas. Já Bushmaster é um dos melhores vilões criados pelo universo televisivo da Marvel. Ele é determinado, focado, forte, bom de briga e obsessivo ao extremo com os Dillards. Fez frente com Luke Cage diversas vezes e, apesar de tudo, é um personagem com alto grau de honra.

Bushmaster, a melhor adição desta temporada
A trilha sonora continua sendo muito boa e a cultura negra continua sendo reverenciada nesta temporada final. A boate Harlem´s Paradise continua sendo o centro de boa música e da trama de Mariah e Shades.

Luke e Bushmaster protagonizaram batalhas épicas!
Com toda a certeza vale a pena conferir esta despedida de Luke Cage, que pra mim, saiu de uma das piores séries já feitas pela Marvel na Netflix, como uma série com uma temporada final excitante, excelente, que vai deixar saudades e que deixou um gostinho de quero mais na boca. Muitas pontas foram fechadas com este encerramento, e mesmo com o gancho deixado para uma possível nova temporada, o final do Power Man foi satisfatório


Um grande abraço.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Podcast 60- Kamen Rider Zi-O (Episódio 49 - Final)

Para baixar este podcast em mp3, clique aqui!

Olá, Criaturas Nerds e Tokufãs em geral! Belezinha?

Uma nova Era se inicia hoje nos podcasts do Confr4ria! Sim, amiguinhos! Agora a edição é toda feita pelo nosso querido Marcos Bonaparte, o integrante mais polêmico do Confr4ria! Assim como se encerrou a Era Heisei, hoje encerramos nossos podcasts semanais falando sobre os Tokusatsu atuais! Isso quer dizer que nossos podcasts acabarão? Claro que não, Criaturas Nerds! Visando não falar sempre sobre os mesmos temas (e também para nos dar um refresco), passaremos a gravar podcasts quinzenais abordando diversos assuntos do mundo pop/nerd, inclusive, o que rolar de mais importante nos Tokusatsu!

Kamen Rider Zi-O pronto para o final!
Para comemorar esta nossa nova fase, Marcos Bonaparte comenta para vocês tudo que rolou de mais emocionante no episódio final de Kame Rider Zi-O! Ele ainda citou: um resumão sobre Kamen Rider Zi-O, a Era Heisei, Kamen Rider Build, Kamen Rider Agito e o universo Rider em si, além de muitas outras coisas!
Não esqueçam de dar aquela força pra gente e assinar nosso canal, curtir este vídeo, compartilhá-lo em suas redes sociais, assinar nosso podcast no iTunes, nos seguir em nossas redes sociais e comentar este podcast!!!
Sem mais delongas: 60- Podcast 60 - Kamen Rider Zi-O (Episódio 49 - Final)!!!

Zi-O!

Um grande abraço!