quinta-feira, 18 de abril de 2019

Kamen Rider Zi-O (Episódio 27) e Kishiryu Sentai Ryusoulger (Episódio 02)

Para baixar este podcat em mp3, clique aqui!

Olá, Criaturas Nerds e Tokufãs em geral! Belezinhha??

No podcast desta semana iremos abordar os episódios 27 de Kamen Rider Zi-O e o episódio 02 de Ryusoulger! Sim, amiguinhos! Estamos na área novamente!

Woz Negro se transforma em Kamen Rider WOz
O novo sentai estrá pegando fogo e o Zi-O se estabelece cada vez mais como um ótimo novo Rider! Vale a pena conferir ambos! Abordamos aqui o episódio 27 de Kamen Rider Zi-O (27- O Dia em que Tudo Começou) e o episódio 02 de Ryusoulger (02- Os Espíritos como um Só)!!!
Ainda citamos neste podcast: Abaranger, Zyuohger, Dragona Ball Super, Lupinranger VS Patranger, Kamen Rider Buil, Zyuranger, Poderosas Magiespadas, Tom & Jery, Verão 90, Kyoryuger, entte muito mais!!

Os Ryusoulgers enfrentam nos ameaças!!!
Não esqueçam de dar aquela força pra gente e assinar nosso canal, curtir este vídeo, compartilhá-lo em suas redes sociais, assinar nosso podcast no iTunes, nos seguir em nossas redes sociais e comentar este podcast!!!
Sem mais delongas: 52-  Podcast 52 - Kamen Rider Zi-O (Episódio 27) e Kishiryu Sentai Ryusoulger (Episódio 02)!!

Um grande abraço!

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Séries: Game of Thrones - Temporada 8 Episódio 01 (COM SPOILERS)

Chegou a hora da última temporada!!!!
Uma série fora dos padrões e que mexe com tantas pessoas no mundo inteiro merece algo diferente, por isso, começamos hoje à fazer uma revisão com SPOILERS sobre os principais acontecimentos ocorridos nos episódios semanais que forem lançados sobre a última temporada de Game of Thrones, além de abordarmos algumas teorias também. Se vocês ainda não viram ao primeiro episódio desta oitava e última temporada de GOT (onde diabos vocês estavam???), evitem a leitura para não tomarem nenhum SPOILER! E se vocês ainda não começaram à assistir GOT, o que estão esperando???

Bom, vamos começar??

--------------------------------------------- CUIDADO COM SPOILERS -------------------------------------

Sansa, Jon e Daenerys juntos em Winterfell

O episódio já começa com Daenerys (Emilia Clarke) chegando à Winterfell juntamente com Jon Snow (Kit Harington) e toda sua comitiva real. A recepção da rainha não é das mais acaloradas (entenderam? Acaloradas... Winterfell...), com Sansa (Sophie Turner) desconfiando das intenções da Mãe dos Dragões. O reencontro entre Jon e agora a pedra de gelo conhecida como Bran (Isaac Hempstead Wright) foi um baque, pois Bran não demonstrou a menor emoção em reecontrar seu irmão, reforçando o que ele vem falando que ele agora não é mais Bran Stark, e sim o Corvo de Três Olhos. A cena mais bonita do episódio ficou sem dúvida com o reencontro entre Jon Snow e sua irmã Arya (Maisie Williams). Como dois guerreiros, eles mostraram suas espadas um para o outro e reforçaram o laço familiar.

O emocionante encontro entre Jon e Arya
Aliás, laços familiares foi a tônica deste episódio de retorno, tanto do lado dos Starks se reunindo novamente, quanto do lado dos Lannisters, com a rainha Cersei (Lena Heady) declarando Tyrion (Peter Dinklage) e Jaime (Nikolaj Coster-Wandau) como traidores do reino e encomendando a morte de ambos com Bronn (Jerome Flynn), mas eu acho meio difícil que o mercenário aceite esta missão, mesmo que ele ame dinheiro, a amizade pelos irmãos já brota em seu peito (que poeta, não?).

Tyrion vê-se novamente em Winterfell
Num episódio recheado de reencontros, um que foi muito interessante foi o reencontro entre Tyrion e Sansa. Quando eles se viram pela última vez, ela era uma menina assustada e inocente, agora ela é a Senhora de Winterfell, segura de si e desconfiada de tudo e de todos. Nota-se a admiração mútua que eles sentem e acho que podemos redobrar nossas atenções para esses dois nesta temporada final, pois algo pode surgir desse reencontro. O reencontro entre Arya e o Cão (Rory McCann) foi rápido, interessante e engraçado. O respeito entre ambos só cresceu após os eventos ocorridos entre eles.

O romance entre Jon e Daenerys parece que não irá muito longe
O romance entre Jon e Daenerys parece estar fadado ao fim. Ambos não conseguem disfarçar seu envolvimento e isso pesará com certeza nos súditos ao redor do casal que começarão a questionar as decisões de um e de outro, se eles estão fazendo o melhor pelo reino ou se estão fazendo para beneficiar um ou outro. Aliás, a cena de Jon voando no dragão Rhaegal (nome dado ao bichano em homenagem ao pai biológico de Jon), não foi ruim como andam reclamando, e cria um elo com a revelação dele ser um Targaryen e o rei legítimo de Westeros.

O macabro recado deixado pelos Caminhantes Brancos
Tivemos também os Caminhantes Brancos avançando e matando todos os seres vivos em seu caminho. Com um recado pra lá de macabro entalhado nas paredes, eles deixam claro que estão entre nós e marcham na direção de Winterfell.

Sam se segura para conter o choque
Mais uma cena tocante deste episódio foi quando Sam (John Bradley) soube pela própria Daenerys que ela executou seu pai e seu irmão por não concordarem em se aliar à ela. Sam sofreu e tentou dar uma de durão para segurar suas lágrimas, mas ele ficou extremamente abalado.

Theon e Yara se reencontram
Já em Westeros, enquanto Euron (Pilou Asbaek) retornava com um exército bem abaixo do esperado por Cersei e cobrava sua noite com a rainha, Theon (Alfie Allen) resgatava sua irmã Yara (Gemma Whelan) do domínio de seu tio. Ela decide então voltar para as Ilhas de Ferro para preparar um lugar seguro para Daenerys, caso algo dê errado, e ele decide se juntar aos Starks na grande batalha que está por vir contra os Caminhantes Brancos. Quanto à Cersei, é impossível saber o que se passa em sua cabeça doentia.

Jaime fica em choque ao reencontrar Bran
Para encerrar este episódio de retorno, tivemos o reencontro de Jaime com Bran. Mesmo após tantos anos, Jaime sabe quem é Bran, pois ele o deixou nesta condição de cadeirante e as feições do jovem continuam as mesmas. Teve quem reclamasse de como Jaime o reconheceu, mas creio que não deva existir tantos paraplégicos em Winterfell, não? Esse encontro promete diversas emoções para o segundo episódio!

-------------------------------------------- FIM DOS SPOILERS ------------------------------------------------

Cersei no trono, nunca sabemos o que realmente passa na sua cabeça
E é isso, Criaturas Nerds e GOTfanáticos! Este foi o nosso primeiro "review" de um episódio de uma série aqui no blog! Game of Thrones merece essa dedicação toda e talvez possamos fazer isso com outras séries também, vamos ver como iremos desenvolver isso. Por hoje é só e nos encontramos novamente aqui na segunda-feira que vem quando iremos abordar tudo que aconteceu de mais importante no segundo episódio!
 
Um grande abraço!

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Filmes: Capitã Marvel (2019)

Poster do filme
Taí um filme que já nasceu polêmico antes mesmo de começarem a rodar as gravações. Quando a Marvel anunciou que faria o filme solo da Capitã Marvel, muitas pessoas na internet torceram o nariz. Uns torceram por não ser uma personagem muito popular entre o grande público, outros apenas por ser um filme de super herói com uma protagonista feminina. Muitos associaram uma causa feminista ao filme ou de levantar uma bandeira feminista. Um grande besteira. E das grandes mesmo. Capitã Marvel é mais um filme com o selo Marvel de ser: divertido no melhor estilo pipoca de ser. O filme é produzido por Kevin Feige, tem roteiro de Meg LeFauve, Nicole Perlman, Geneva Robertson-Dworet, Liz Flahive, Carly Mensch, Anna Boden e Ryan Flec, com direção de Anna Boden e Ryan Fleck. A estreia ocorreu no dia 27 de fevereiro de 2019.

Vers chega à Terra
Capitã Marvel é ambientado na década de 90, quando Vers (a belíssima Brie Larson), uma membra (sim, essa palavra está correta) com amnésia da Star Force, um grupo militar espacial Kree, parte numa missão para combater a raça alienígena conhecida como Skrulls, seres metamorfos capazes de  copiar a aparência, voz e até mesmo o DNA de qualquer coisa que desejarem, e a qual os Kree estão em guerra há muito tempo. Durante esse embate, Vers acaba vindo parar na Terra e chama atenção da SHIELD que envia imediatamente um jovem Nick Fury (Samuel L. Jackson) com seu ajudante novato chamado Phil Coulson (Clark Gregg) para investigar sua chegada. Agora eles irão se unir contra os Skrulls e para descobrir mais sobre o passado misterioso de Vers e de seus super poderes.

Star Force caçando os Skrulls
O filme é mediano para bom e cumpre bem o seu papel de entreter e apresentar uma das personagens mais poderosas do Universo Marvel, mas inegavelmente o grande sucesso do filme na bilheteria, ultrapassando os US$ 1.041.124.192, e pagando facilmente o seu orçamento de U$ 152 milhões, se deve a iminente estreia de Vingadores: Ultimato, que chega aos cinemas em 25 de abril de 2019. Muitas pessoas foram assistir ao filme no cinema por achar que teria alguma ligação com o filme que irá encerrar a primeira grande a Fase da Marvel nos cinemas. 

Nick Fury e Vers se encontram
Sobre as polêmicas envolvendo Brie Larson como protagonista, foram implicâncias bobas. Ela está bem no papel e nada tem haver com o que andaram postando na internet sobre ela ser sem carisma e sem expressão. Ela está bem no papel e transmite serenidade e grande poder. Vers é uma protagonista forte, determinada e busca a verdade e a justiça à todo custo. O filme ainda conta com as presenças ilustres de Ben Mendelsohn como Talos, Annette Bening como Dra. Wendy Lawson, Jude Law como Yon-Rogg, Lee Pace como Ronan, o Acusador, Djimon Houson como Korath, entre outros.

Os skrulls
 Capitã Marvel possui bastante ação, ótimos efeitos especiais, possui o tradicional humor característico do Universo Marvel, com destaque para as interações entre Nick Fury e o gato Goose, rendendo cenas bem engraçadas. O suspense e o drama estão presente de forma bem discreta. As cenas pós crédito não agregam para Vingadores: Ultimato, mas divertem e cumprem o fan service esperado. 

O filme dá uma boa ideia do poder da Capitã

Mesmo o filme não impactando diretamente em Vingadores: Ultimato como era esperado por muitos (inclusive por este que vos escreve), é mais um filme para nós fãs conferirmos e nos divertirmos. Vale pelo entretenimento e por ser o último filme desta fase da Marvel nos cinemas, além de ser um belo aquecimento para o que realmente importa para todos: Vingadores: Ultimato!


Um grande abraço.