quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Kamen Rider Den-O: uma série que me surpreendeu e MUITO.


Bem, acabo de terminar Kamen Rider Den-o, o último heisei que me faltava. Quis o destino que o deixasse para o fim. Nas minhas andanças pela tokunet, sempre ouvi falar muito pouco sobre Den-o. Tudo o que sabia é que este rider tinha os pés plantados na comédia e que muitos o repudiavam por considerá-lo mais infantil, inferior. Bem, quase embarquei (sem trocadilhos, já que Den-o possui um trem, o Denliner) nesta afirmação equivocada e acabei deixando-o para a última opção. Porém, o que vi foi uma série muito mais complexa e cativante do que "um rider comediante infantil".

Denliner, a base de Den-o e seu veículo no tempo.
Den-o trata-se da batalha de Ryoutarou Nogami contra os Imagins, seres que possuem pessoas e realizam qualquer desejo que elas tenham, da maneira mais torpe e desajustada possível. Eles firmam contratos com pessoas que considerem interessantes e vulneráveis, e quando o contrato é completado, eles embarcam em alguma memória da pessoa, indo para o passado e alterando o fluxo do tempo, causando o desaparecimento de qualquer coisa ou qualquer um de uma data específica. Todavia, isto é apenas o início, a trama é muito mais complexa (mesmo que simples de entender e acompanhar) do que parece. Den-o é cheio de mistérios envolvendo seus protagonistas e a série sabe prender o telespectador. 49 episódios que passaram em pouquíssimo tempo. Quisera ter mais episódios para assistir. Ryoutarou é o que se chama de "ponto singular", um indivíduo que tem uma ligação direta com o fluxo de tempo e que pode hospedar imagins.


Vamos falar do nosso protagonista? Se vocês esperam um rider poderoso e hábil no combate, esqueçam. Ryoutarou não é forte; ele é um jovem que trabalha no Milk Dipper, o café de sua irmã Airi, e é o ser mais azarado que já conheci na vida. Tudo de ruim acontece com ele: apanha de arruaceiros, escorrega em cascas de banana na rua, cai da bicicleta, etc. O que lhe falta de força, todavia, lhe sobra em caráter. Ryoutarou é um bom homem. Sempre disposto a ajudar seus amigos e sua irmã, a quem ama e protege como pode, ele convive com todo o tipo de situação (muitas hilárias, outras de fazer marmanjo chorar feito criança) que lhe pavimentam o caminho para se tornar um homem completo. Sempre preocupado com sua irmã, pois ela tem uma estranha amnésia, Ryoutarou se pergunta e torce para que, um dia, ela recupere a memória e seja uma pessoa feliz. Ele evolui bastante durante a série, ficando bem mais seguro, mas não muda sua fala mansa, seu jeito tranquilo de ser e continua razoável no combate. Os imagins são os grandes responsáveis pelas lutas.

Ryoutarou e suas cinco faces. 

Agora, não falando de Ryoutarou, mas do ator Takeru Sato, deve ter sido a maior (ou ao menos a mais versátil) atuação que já vi num Kamen Rider. Explico: no começo da trama, Ryoutarou é possuído por 4 imagins, e quando possuído, sua personalidade é trocada pela da entidade que o possui, assim sendo, Takeru Sato não interpretou apenas uma papel, mas 5 (um quinto imagin o possui, posteriormente), cada um com um visual diferente e uma personalidade distinta. Takeru muda completamente sua maneira de atuar várias vezes por episódio, e sempre com muita naturalidade e uma entrega admirável ao trabalho. Cada forma tem suas peculiaridades.

A forma base de Den-o: Sword Form.
Momotaros: o primeiro imagin: o mais engraçado e neurótico, discute com Ryoutarou em quase todo episódio pois ele quer que ele evolua, seja mais duro nos combates e menos preocupado. Sempre com o seu "Ore sanjou! 'Eu cheguei!'", Momotaros é chamado de sempai pelos demais e ele é quem rende a maior parte das situações de comédia da série. Muito forte, perde apenas para Kintaros. 

Urataros, a Rod Form.
Urataros: o imagin tartaruga foi o segundo a possuir Ryoutarou. Chamado de "tartaruga pervertida" por Momotaros, Urataros é um mestre em mentir e na lábia; muito popular com as mulheres, ele consegue levar qualquer um na conversa. O imagin mais estrategista e inteligente de todos, Urataros costuma se manter mais neutro nas discussões, enquanto Momo é mais impulsivo. Frase de impacto: "Se importa se eu te fisgar?".

Kintador, a Axe Form.
Kintaros: o terceiro imagin, é um sumotori (lutador de sumô), que não pode ouvir que alguém está chorando e já quer lutar. Extremamente forte e resistente, o imagin urso é narcoléptico; sempre cai no sono no Denliner, deixando os demais imagins irritados. Ele é muito grato por ter sido salvo por Ryoutarou ao evitar que ele desaparecesse. Sua frase de impacto é "Minha força fará você chorar!".

Ryuutaros, a Gun Form.
Ryuutaros: o quarto imagin (seria o segundo, pois possuiu Ryoutarou no começo da série, mas ficou adormecido), e o mais complicado de todos. Ryuutaros é infantil, mas muito poderoso. Para ele, proteger Airi vinha antes de tudo, inclusive ser aliado de Ryoutarou. Impulsivo e determinado a destruir Yuuto, levou muito tempo para ele perceber que as coisas não eram como ele pensava. De todos os imagins, é o único que pode possuir Ryoutarou completamente (a mente dele adormece, não podendo se comunicar ou pedir que os outros o deixem) e ele pode controlar outras pessoas, normalmente fazendo-as dançar break. Surpreendentemente, esta habilidade foi bastante útil. Sua frase: "Posso te derrotar (há outras)? Não consigo te ouvir!".

Sieg (Jiku), a Wing Form.
Sieg (Jiku), o último imagin a aparecer, e o que fica menos tempo, apenas 3 episódios. Encontrado sem memória por Ryuutaros, ele é levado para o Denliner e logo se acha o dono do trem. Arrogante, pomposo e com mania de grandeza, acha que é um rei e que os demais imagins devem cumprir suas ordens. Ele tem afeição por Hana e a chama de princesa. Este imagin foi criado para o primeiro filme de Den-o, daí suas poucas, porém relevantes, aparições.

Demais personagens do Denliner:


Hana: a garota que conhece Ryoutarou em um de seus dias de azar e lhe entrega o Den-o Belt após perceber que ele havia achado o Rider Pass e que era o único compatível com o sistema. Daquele ponto em diante, eles não se separam mais. Hana é uma garota que vem de um tempo que foi apagado, e ela deseja absolutamente descobrir o que aconteceu e, se possível, retornar para sua própria era. Vive batendo em Momotaros e nos demais imagins caso eles pisem na bola ou digam alguma bobagem.


Owner: o dono do Denliner e quem decide se uma pessoa ou imagin pode viajar para algum ponto do passado. Sabe muito sobre o fluxo do tempo, e tem sempre um tom misterioso na voz. Viciado em arroz frito, sempre veste seu terno e anda com uma bengala.


Naomi: provavelmente o grande desperdício da série. Naomi é a garçonete do Denliner, especialista em fazer café. Ela não tem muita função na trama até os dois episódios finais. É praticamente um rosto bonito e nada mais.

O segundo rider de Kamen Rider Den-o.


Sakurai Yuuto, o Kamen Rider Zeronos. Yuuto recebeu o Zeronos Driver e tem a missão de proteger o fluxo do tempo. Originalmente, ele se transformou antes que Ryoutarou. Perdoem-me, mas para poder falar dele, terei de dar spoilers. Yuuto só pode se transformar fazendo uso dos Zeronos Cards, e eles são limitados. Cada vez que ele se transforma, alguém que o conheceu se esquece de sua existência. Francamente, cada aparição de Zeronos gerava um momento perturbador e emocionante. Todos nós temos alguém que queremos que lembre de nós. Vocês têm noção de quão desesperador é você saber que, para poder salvar pessoas, elas têm de esquecer que você existe, mesmo as mais próximas? 

Ver as pessoas se esquecendo de Yuuto, ainda que ele permanecesse impassível, provavelmente para poder suportar o fardo, era angustiante. Aliás, as cenas mais tristes de Den-o o envolveram. Um dos momentos mais cruéis que já vi num tokusatsu, também: um imagin é mandado ao passado dele para eliminar seu eu antes da transformação. A cena dele sendo explodido foi, no mínimo, estarrecedora. Sua personalidade é complexa: sempre duro e de poucas palavras, não trata Ryoutarou como amigo; parece mais um obstáculo que ele quer superar. Isto muda, conforme os dois convivem. Seu imagin pessoal, Deneb, é sua antítese: amável, gentil, atencioso e zeloso, Deneb sempre faz questão de dizer que Yuuto é uma boa pessoa e que quer fazer amigos, porém ele sempre esbraveja. Os dois brigam constantemente, mas são companheiros. Deneb tem carinho paterno por Yuuto, e sempre distribui doces para as pessoas.


Airi Nogami: a irmã de Ryoutarou e proprietária do Milk Deeper, sofre de amnésia e é preocupação constante do irmão. Bondosa e muito preocupada com a saúde e azar de Ryou-chan (assim que o chama), Airi não sabe sobre o que ocorre ao seu redor. Ryoutarou teme que ela nunca recupere a memória, e as cenas em que ele aparece pensativo ela é o motivo, na maior parte das vezes. Era noiva, e um mês antes de seu casamento, seu noivo desaparece. Todos deduzem que sua memória sumira ali, e, apesar de ela não demonstrar, ela sofre muito pelos acontecimentos.



Kai: possivelmente um dos melhores vilões que já vi num rider, demorou para aparecer, mas a demora compensou: um cara manipulador, irônico e capaz de controlar todos os imagins e abrir portais usando a si mesmo para o passado, Kai cansou de brincar com Ryoutarou, Yuuto e os demais imagins. Muito poderoso, não recorre tanto à violência, usa mais a inteligência e as palavras para abalar os personagens psicologicamente. Sempre com sua agenda e um imagin leão como guarda-costas, seu objetivo era conquistar as eras e conectá-las ao futuro. Eu poderia dizer que Kai é um sociopata, já que se diverte manipulando os sentimentos dos outros e não se importa de usar as pessoas para conseguir seus objetivos. Sacrificou os imagins para diversos fins.

---

Considerações finais: Den-o foi uma série apaixonante, do início ao fim. É verdade que possui mais comédia que a maioria dos riders, mas é uma comédia gostosa, com situações comuns do humor japonês, mas sem forçar, sem subestimar a inteligência de quem assiste. Den-o foi a série que mais me emocionou. Se a comédia era forte em muitos episódios, a emoção esteve presente em praticamente todos os 49: desde os primeiros episódios, isto falava alto. Não é uma série dramática, é uma história singela, que trata de pessoas e como o que cada uma delas deseja pode trazer de ruim para todas as demais. As interações entre Ryoutarou, os imagins, Airi, os personagens do Denliner e Yuuto tiveram muitos momentos carregados de emoção, alguns em que me peguei com lágrimas nos olhos. Não sei precisar se foi pela mistura de humor, uma história muito bem contada e complexa e os momentos de pura sensibilidade que me fizeram me apaixonar por Den-o, mas digo com toda a certeza que foi um rider apaixonante, e que entrou pra galeria dos meus favoritos. 

O episódio final não foge à regra: uma batalha final muito agitada, humor, muita emoção, um fim não tão bom para Kai, mas fechou bem este rider. Um furo aqui, outro ali, nada que desmerecesse a saga de Ryoutarou. Meu único senão foi quanto à Naomi, interpretada por Rina Akiyama, a Mana-chan de Agito. Foi um enorme desperdício colocar a atriz (que foi fundamental em Agito) num papel tão apagado e sem função como o de Naomi. Desperdiçaram talento, mesmo muitos não gostando de Mana. Eu, na minha modesta e pessoal opinião, considero Den-o uma história fantástica, onde pode não ter existido um rider poderoso, mas existiram várias pessoas fáceis de se afeiçoar, uma história bem-humorada e muito emocionante, além de momentos que me fizeram rir por horas a fio.

Kamen Rider Den-o é uma série que merece uma boa olhada. 

Um comentário:

  1. Um Rider muito legal, mas que infelizmente é muito subestimado.

    ResponderExcluir