quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Tokyo Magnitude 8.0: o ser humano como elemento principal.

Os irmãos Yuuki e Mirai.

Bom, quem conhece um pouco sobre o Japão sabe que o país é atacado, com certa frequência, por catástrofes naturais. Tsunamis, terremotos, maremotos... Tudo isto é "comum" na vida dos japoneses. Tanto que o país sabe muito bem como lidar com as intempéries da natureza. É um aprendizado sofrido, doloroso, mas fundamental devida a geografia asiática.

Tokyo Magnitude 8.0 se trata disto: Tóquio é atingida por um terremoto de 8.0 na Escala Richter, e dois irmãos se encontram em uma busca desesperada por seus pais, tudo isto em meio a uma cidade destruída, morte, ameaça de ainda mais destruição e vários tremores que acontecem após o tremor inicial, como um reflexo. 

Mirai, Yuuki e seus pais, em uma foto antiga.

Para não ficar sem sentido, um resumo da história: Yuuki e sua irmã mais velha Mirai vão a uma exposição de robôs em uma região um pouco mais afastada de Tóquio a pedido do garoto. Como os pais dos protagonistas trabalham e não poderiam levá-los, coube a irmã mais velha o trabalho de escoltar o menino. Muito contrariada, ela vai. Dali em diante, dá-se a tragédia.

Mirai é uma garota pré-adolescente que não vai muito bem nos estudos e está passando por aquela fase em que questiona tudo e todos. Nada está bom para ela. Ela reclama, é malcriada, estressada e bastante estúpida, muitas vezes. Yuuki é um garoto inocente que ama robôs e parece enxergar na irmã a figura de uma pessoa a quem admirar. Apesar das inúmeras agressões (verbais) feitas por ela, ele não retruca. Tenta compreender, mesmo sequer tendo idade para isto.

Durante os 11 episódios, eles encontram, e passam a conviver, com uma mulher chamada Mari Kusakabe, que procura voltar pra sua casa, em um bairro não muito longe do bairro dos garotos, para encontrar sua mãe e sua filha pequena. Ela se torna fundamental durante toda a trama, fazendo-se o porto seguro das crianças enquanto eles tentam retornar pelo que restou da cidade.

Mirai, Mari e Yuuki.

Imaginem que Tokyo Magnitude 8.0 não tem monstros, inimigos de espécie alguma. É tudo baseado no terremoto e como ele afeta a vida de todos. As pessoas perderam casas, entes queridos, até sua própria identidade. Falta comida, água, sinal de telefone, banheiro... Tudo o que consideramos trivial é um luxo neste anime. Muitas situações desesperadoras ocorrem com os três, e eles precisam ser maduros o suficiente para saberem lidar com tudo o que ocorre ao seu redor. Mari, mesmo sendo a adulta do trio, sente na pele a dureza de ver tudo destruído, em chamas e pedaços.

Um anime muito emocionante, certamente arrancou lágrimas de muitos que o assistiram. Talvez por já terem vivenciado situações similares ou por se identificarem com os personagens e o que acontece com eles. É um anime que, sem dúvidas, vale a pena assistir. Porém, fica o aviso de se prepararem psicologicamente para todo o tipo de situação que um desastre pode ter, e ver que o ser humano, quando quer, é capaz de atos de extrema bondade.

2 comentários:

  1. Anime emocionantíssimo, capaz de fazer o mais duro coração se emocionar e chorar.

    ResponderExcluir